quarta-feira, 20 de maio de 2009

"Onde vamos, Papá?"



Li-o de uma assentada!
Impossível interromper a leitura, mesmo por breves instantes.
“Sentei-me ao lado” do autor, Jean-Louis Fournier,e “ouvi-o”a falar dos seus dois filhos deficientes.
Partilhei o seu riso, colado a um nó na garganta.
Percebi a dor e a revolta contidas no seu grito.
Estive atenta ao seu lamento “escondido”no humor negro que enfeita esta obra.

Recomendo vivamente!

1 comentário:

Professorinha disse...

Gostava de ter tempo para ler...

Mas fica registada a sugestão.

Bjs