quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Marcha da indignação dos professores

Estive lá!
Eramos muitos, um imenso mar de gente.
Uma onda gigante crescia, alimentada pela convicção que cada um de nós transportava.
E com a onda crescia a minha vontade, a minha certeza, de que era ali o meu lugar, do lado de lá.
Juntos dobraríamos, sem tormentas, aquele cabo.

Depois...depois, como muitas vezes reza a história, fomos traídos.
Uma aliança, falsas promessas, enganosas esperanças...

Sem mantimentos um exército não sobrevive.
Do lado de cá, obrigada a trabalhos forçados, vou ajudando, revoltada e derrotada, a erguer a bandeira do inimigo.

Estive lá e lá teria voltado, se os reforços, como por encanto, não se tivessem eclipsado.

Um exército "descomandado" nunca alcança a vitória.

2 comentários:

Onze_05 disse...

Cara amiga... como te percebo. o problema é que o inimigo está de tal maneira infiltrado nas "nossas" linhas que já ganhou. COnseguiu demolir a força, os que estão entre nós ainda são piores (se caso for possível) do que o tal inimigo. Abreijos

Sonia disse...

pk ek meteste as letras em tamanho 1? lolol :D